Novembro Azul: a prevenção e o tratamento do câncer de próstata

9 dez

Por Isabel Senna

Assim como o mês de outubro é dedicado ao câncer de mama, novembro também tem um significado importante para a sociedade: a prevenção do câncer de próstata. Conhecido como “Novembro Azul”, o mês é marcado por companhas com o objetivo de conscientizar a população a respeito de doenças masculinas, com ênfase no câncer de próstata, que é o segundo câncer mais comum do mundo. Para debater essa questão, o Rotary Club Juiz de Fora Norte recebeu, na reunião do dia 6 de dezembro, a palestra do oncologista Milton Prudente.

sem-titulo

O oncologista Milton Prudente palestra sobre a prevenção e tratamento do câncer de próstata

Em sua apresentação, Milton trouxe uma explicação sobre a estrutura do corpo masculino e a localização da próstata, além de dados importantes sobre o desenvolvimento da doença em nosso país e no mundo. Ao todo, são mais de um milhão de casos e cerca de 300.000 mortes, enquanto estima-se mais de 61 mil casos em 2016 só no Brasil. Segundo o oncologista, a doença só ocorre na terceira idade. “O câncer atinge homens acima de 65 anos e é diretamente proporcional à idade”, explica ele.

Sobre os fatores que podem vir a influenciar na aparição do câncer, o médico apresentou uma série de alimentos e produtos que podem intervir, além de alguns mitos que rondam a doença. Em relação ao aumento de riscos, Milton enfatizou o baixo consumo de vegetais e a alta ingestão de gordura animal e bebidas alcoólicas. “Se o consumo é elevado, o risco pode até dobrar”, destaca ele.  Já o café está associado a diminuição do câncer de próstata, enquanto as atividades físicas ainda são uma incógnita – não se sabe ainda se reduz ou protege contra o aparecimento.

img_20161206_195750297_hdr

Novembro Azul é tema de palestra no Rotary Juiz de Fora Norte

Durante a palestra, Milton apresentou que o exame de toque, que é o mais comum, tem 70% de precisão e, em alguns casos, pode não detectar o tumor. A evolução do câncer de próstata é silenciosa, mas alguns sintomas podem facilitar a identificação, como a dificuldade para urinar e a necessidade de urinar mais vezes ao dia. Além disso, a doença pode causar dor óssea e infecção generalizada.

O tratamento acontece de acordo com o risco da doença, mas exige uma observação vigilante e constante. O paciente pode passar pela radiologia, o tratamento hormonal e pode chegar à quimioterapia em casos mais graves. A recomendação deixada por Milton é que os pacientes detectados com câncer de próstata ouçam tanto a opinião do urologista que fez o diagnóstico quanto a de um oncologista. Também enfatizou a importância de uma vida saudável, sem exageros, para a prevenção da doença – algo que pode refletir em um futuro melhor para muitos homens.

Anúncios

O que você tem a dizer sobre isso?

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: